FanZine#01

Muita coisa tem acontecido no universo nerd, ou pelo menos no de nosso interesse. É verdade que com a midiatização do conceito, ser nerd hoje se tornou muito mais um modismo do que um estilo de vida. Por outro lado, essa explosão acabou sendo muito fértil para os que verdadeiramente cultuam na essência da forma de ser um nerd raiz.

Enquanto os radares ficam captando apenas as mega campanhas de divulgação dos grandes estúdios, à margem disso muita coisa boa e de qualidade tem sido produzida, até mesmo dentro desde grandes núcleos, mas ficam ofuscados por aqueles que estão nas mídias.

Enquanto todo mundo fica falando das controvérsias sobre o afastamento de James Gunn das produções de Guardiões da Galaxia, e da Disney como um todo, da sua ida para a Warner/DC para encabeçar Esquadrão Suicida, o que foi visto com muito bons olhos pelo público da DC, quase ninguém se deu conta de que ele estava produzindo um filme com base no terror e num dos principais personagens da DC Comics. O que deixa uma certa pulga atrás da orelha se o fato que gerou o seu divórcio em relação à Disney era simplesmente por causa das suas atitudes no passado ou se havia algum descontentamento bairrista em relação a essa produção que já estava em andamento e se referenciava à um dos maiores personagens da concorrente. Brightburn sai pela Sony Pictures.

Na mesma linha de visões destorcidas de heróis, ou anti heróis como a maioria prefere chamar, The Boys chega pela Prime Vídeo com uma pegada ao estilo de Injustice misturado com Watchmen. Heróis super poderosos não tão heróis assim. A mote já foi bastante trabalhada nas HQs e animações do gênero, mas traz uma fotografia e aparentemente um enredo que todos nós esperávamos ver nos filmes da DC ou da Marvel, com uma estória linear e coerente sem se perder em políticas além das telas.

Nem tudo parece andar bem, em meio à tanta controvérsia sobre ceder espaços apenas para se ganhar mais apelo do público, e após tantos fiascos de re-makes como o de Ghostbusters, a Warner anunciou também pretende produzir uma versão do The Lost Boys, onde os protagonistas não serão mais os irmãos Frog, e sim irmãs. Esperamos que não seja mais uma simples mudança de gênero e que prezem muito mais pelo roteiro, pelo menos por um maior respeito às decisões e às mudanças tomadas.

Mas nem só de filmes vive um nerd! A Netflix divulgou o primeiro trailer de A Ordem Mágica da MillarsWorld, recentemente adquirida pelo canal com o intuito de produzir séries de HQs animadas, ao estilo adotado em O Cargueiro Negro, um spin off de The Watchmen, além de ter uma gama de personagens próprios para que possa trabalhar sem depender do aval de outros estúdios. A Ordem Mágica é o primeiro de uma série de trabalhos anunciados pela Netflix que pretende trazer as HQs para um público mais amplo.

002

Enquanto isso, cresce por aqui o número de títulos de quadrinhos especiais. A Darkside Books lança A menina do Outro Lado do Espelho, de Nagabe; a Editora Avec lança Silas, com arte e roteiro de Rapha Pinheiro; a Devir traz Parker: O Jogo Mortal, com Darvyn Cook no roteiro e arte, além de Black Science: Como Cair para Sempre; a edição especial de Mort Cinder, de Héctor Germán Oesterheld que é também o criador de El Eternauta e Sherlock Time e com a arte de Alberto Breccia, está sendo lançado pela Editora Figura.

O Pipoca e Nanquim trouxe mais um volume de Beasts of Burden – Cães sábios e homens nefastos, de Evan Dorkin e Ben Dewey, e prometem fazer o nosso bolso chorar mais uma vez. O brasileiro Gabriel Picolo conseguiu viabilizar o seu projeto pessoal Icarus and the Sun que traz uma releitura das clássicas aventura de Ícarus.

Ainda falando de Pipoca e Nanquim, ela lançou esse mês o álbum especial de O Relatório de Brodeck baseado no livro homônimo escrito por Philippe Claudel. A Devir também trouxe a edição especial e Lazarus. A HQ brasileira independente Romaria foi premiada no 12º International Manga Award. Outro trabalho independente que ganhou as prateleiras foi Arcane Sally & Mr. Steam numa edição especial graças à um financiamento coletivo. Os criadores de Quarenta Caixões, Rodolfo Santullo e do desenhista Jok, lançaram pela Jambô o álbum A caverna do Ladrão, que promete muito riso com um apelo referencial forte.

MulheresSkript.jpg

A Editora Skript anunciou m homenagem ao Dia Internacional da Mulher a publicação de Mulheres & Quadrinhos, organizado pelas estudiosas de quadrinhos Dani Marino e Laluña Machado, o livro reunirá diversas pesquisadoras e jornalistas das HQs, além de ilustradoras, roteiristas, coloristas, editoras, tradutoras e letristas. Dentre as convidadas, destacam-se Lilian Mitsunanga, Marcela Godoy, Monique Malcher, Kaol Porfirio, Gabriela Franco, Gabriela Borges, Fabi Marques, Cris Eiko e muitas outras. Serão artigos científicos, relatos, contos e ilustrações sobre a relação da mulher com Nona Arte.

Mike Deodato deixou os fãs da Marvel triste essa semana ao anunciar o seu desligamento da editora para trabalhar em projetos pessoais. A notícia foi dada através de uma emocionante carta endereçada aos fãs e apesar de informar que a decisão já estava tomada há um ano, ela segue o anúncio da Disney de possivelmente encerrar com as produções de quadrinhos dos Stúdios Marvel. As baixas não são só do lado de lá das trincheiras, outro monstro que anunciou a sua aposentadoria nos últimos meses foi George Perez, após longos períodos de desilusões causados por antigos desafetos velados dentro da editora que afetaram em muito a sua saúde. O que temos em comum com esses dois casos? “Pra quê esses olhos tão grandes vovozinha!?” Interesses pessoais, mercadológicos e inescrupulosos das editoras.

003

Promessas com muito apelo comercial vem dos anúncios da HQs baseada na série Stranger Things que contará 4 histórias diferentes para a HQ de Stranger Things. A primeira delas irá mostrar o que aconteceu com Will Byers enquanto ele estava no Mundo Invertido e será produzida pela Dark Horse Comics em parceria com a Netflix. A serie ganhou também um RPG usando sistema clássico de D&D baseado no starter set usado pelos personagens na série, o jogo foi lançado pela Hasbro em parceria com a Wizard of the Coast.

Tem muita coisa acontecendo fora da curva que pode afagar os ânimos de todos os nerds pelo mundo, como tem coisas acontecendo dentro da estrada que podem ser apreciadas sem todo essa guerra de propagandas e de autopromoção que muitas vezes atropelam as verdadeiras necessidades do público. Existem muitos outros trabalhos de qualidade que respeitam e valorizam o que de fato deve ser valorizado e que infelizmente corre fora do radar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s