Evento Branco – Poderia ter dado certo

marvel-new-universe-feature

Terra -22 de julho de 1986 – 4:22am

Um flash de luz cobre os céus em todas as partes do globo terrestre, pessoas comuns começam a manisfestar poderes psíquicos e paranormais, os cientistas, médicos e toda a forma de ciência conhecida não conseguem explicar. Muitos preferem permanecer no anonimato, outros nem tanto. Foi assim que a Marvel Comics anunciou o seu novo universo de personagens.

Tudo começou quando The Old Man, até então o portador da Brand Star ou a Marca da Estrela, um poderoso artefato cósmico, tentou se livrar desse poder transferindo-o para um asteroide próximo a Terra. Como o poder exigia a vontade de um ser vivo para ser portado e controlado, a tentativa de colocar em um objeto inanimado incorreu na liberação de uma grande quantidade de energia da Marca da Estrela que por sua vez acabou se alojando em muitos seres humanos.

Depois do fracasso na tentativa de se livrar da Marca da Estrela, O Velho Homem veio à Terra buscando um hospedeiro à quem pudesse transferir a Stigma e o seu poder. A primeira pessoa que encontrou foi Kenneth Connell, um mecânico praticante de motocross à quem o Velho transferiu o seu poder, assim nascia o principal personagem desse Novo Universo Marvel.

StarBrand.jpg

StarBrand – Kenneth Connell é o personagem principal desse arco que recebeu os poderes da Marca da Estrela do Velho  depois encontra StarChild que também passa e ser o portador da marca. O arco ao longo da existência desse primeiro ciclo do evento branco culmina nos três personagens representando o passado, presente e futuro de si mesmo. O Personagem foi criado por Jim Shooter e escrito por ele e por John Byrne que também assumiu os desenhos junto com John Romita Jr.

 

Nightmask

Nigthmask – Keith Remsen foi o primeiro a assumir o nome e os poderes de Nigthmask que serve como guia e orientador de StarBrand. Criado por Archie Goodwin e desenhado por Tony Salmos.

Sptfire.jpg

Spitfire/Cifra – Depois de recuperar o projeto secreto de seu pai, uma armadura de alta tecnologia que culminou em sua morte, Jenny Swensen se junta à um grupo de adolescentes excêntricos para combater as armações ardilosas de The Clube. Criado na década de 1970 para ser uma versão realista do Homem de Ferro por  Eliot R. Brown e Jack Morelli, o personagem foi finalmente aproveitado na série do Evento Branco. A série foi escrita por  Gerry Conway e  Cary Bates que reformulou o personagem aos conceitos finais, os primeiros desenhistas foram Herb Trimpe, Rom Wagner e Todd MacFarlanne.

Justice

Justice – John Roger Tensen é um ser extra-dimensional que possui poder de regeneração acelerada e ver a aura das pessoas, ele usa sua espada para punir ou seu escudo para proteger aquele que mostrar sua aura para Justice. por Archie GoodwinWalt Simonson e Geof Isherwood.

DP7

DP7Randy O’Brien (Anticorpo), David Landers (Mastodon), Jeff Walters (Blur), Charlotte “Charly” Beck (Atrito), Dennis “Scuzz” CuzinskiStephanie Harrington (Viva/Glitter) e Lenore Fenzl (Crepúsculo) são sete pessoas que se autodenominam deslocados que se encontraram Clínica de Pesquisas Paranormais criada pelo exército com o intuito de estudar e reunir paranormais para criar uma força de super soldados. Mais tarde a série cresceu e absorveu novos personagens, Miriam Sorenson (Sponge), George Mullaney (Mutator), Evan Heubner (Shadowman) e Jenny Swensen (Codname: Spitfire). DP7 foi criado por Mark GruenwaldPaul Ryan, escrito pelo próprio Mark e desenhado por Ryan com a arte final de Danny Bulanadi e Romeo Tanghal.

PsiForce

Psi-Force – É um grupo de adolescentes que desenvolveram poderes psiônicos após o Evento Branco formado por Wayne Tucker (Rede) Telepata com a capacidade de induzir as pessoas para seguir seus comandos mentais. Michael Crawley (Salvo/Dinamite) possui capacidade de causar explosões com sua mente, ele decide deixar o grupo para Thomas Boyd e acaba indo para Clínica de Pesquisas ParanormaisTyrone Jessup (Voyager) tem uma habilidade originalmente descrita como projeção astral que mas mais tarde descobre ser a projeção de sua consciência em uma forma de energia desconhecida com um controle especializado do espectro eletromagnético e é convocado para o exército dos Estados Unidos após a morte de Psi-Hawk quando ele perde o controle de seus poderes. Kathy Ling (Shockwave) possui uma telecinese poderosa e é inicialmente muito relutante em usar seus poderes até começar gostar e deixar o grupo na última edição. Anastasia “Stasi” Inyushin (Curadora) é uma cidadã russa que foi ilegalmente contrabandeada para os Estados Unidos por Emmett Proudhawk que é um agente da CIA e sendo procurada pelo seu governo quando morre no número 24 da revista, devido ao esforço em curar o resto da equipe de uma morte iminente. Psi-Force foi criado por Archie Goedwin e escrita por Stephen Perry, Danny Fingeroth e Fabian Nicieza, além disso teve como ilustradores Mark Teixeira, Rob Salomão e Rob Lim.

3x.jpg

Outro evento semelhante ocorreu em Pittsburgh no dia 19 de dezembro de 1988, quando Ken Connel já portador da Marca da Estrela gerou The Pitt, o Evento Negro ao tentar também se livrar de sua marca colocando-a em outro objeto inanimado, um peso de papel. O evento gerou uma explosão que destruiu completamente a cidade. Essa destruição, confundida pelo governo dos Estados Unidos com um ataque nuclear, é atribuída à então União Soviética.

The Pitt, escrito por John Byrne e Mark Gruenwald, e ilustrada por Sal Buscema e Stan Drake com cores de Janet Jakson, foi publicado como parte do Novo Universo Marvel e foi a primeira Graphic Novel completa publicada para a série do seu Novo Universo. Ela precedeu as minisséries The Draft que foi escrita por Mark Gruenwald e Fabian Nicieza, com desenhos de Herb Trimpe, ate final de Kyle Baker, Michael Gustavo, Klaus Janson, Lee Weeks e Keith Williams e cores de Michel Higgins; seguido por The War, escrita por Doug Murray e ilustrada por Tom Morgan, que finalmente concluiu todo o Novo Universo Marvel.

The Draft é uma consequência direta dos eventos de The Pitt e após a destruição de Pittsburgh, sendo confundida pelo governo como um ataque nuclear soviético, ela detalha as conseqüências da reintrodução do projeto no Novo Universo. The Draft é um projeto militar que entrou em vigor em 28 de janeiro de 1988, e seu objetivo não declarado era estabelecer uma força de combate de soldados com habilidades paranormais . Os paranormais foram detectados por vários meios e enviados para um campo de treinamento separado dos não paranormais. A estória segue três jovens que quando descobrem suas habilidades decidem se alistar no projeto The Draft. Os eventos da minissérie foram replicados e em outros títulos do Novo Universo Marvel naquela época.

443239-new_universe_poster

A estória desse arco focava principalmente nos novos personagens do universo em suas revistas, como DP7 e Psi-Force que tiveram seus personagens muito impactados. Muitos acabaram desertando e outros se tornaram militares dentro do projeto The Draft. As duas minisséries que seguiram The Pitt serviram para reaproveitarem personagens que não haviam sido bem aceitos pelo público e tiveram os seus títulos cancelados.

Ao redor do mundo, outros países também tentavam criar os seus grupos de super-seres paranormais para fortalecer as suas trincheiras e o seu poderio militar o que acabou acarretando os acontecimentos de The War.

The War também foi uma minissérie que se seguiu logo após os acontecimentos de The Pitt e The Draft e resolveu uma série de enredos inacabados do Novo Universo Marvel mudando-o radicalmente.

A minissérie tem um arco mais amplo e em torno do filho de Ken Connel, Starchild, que herdara os poderes da Stigma ainda no útero da mãe. A estória ainda é uma consequência direta dos acontecimentos narrados em The Pitt e The Draft que culminou numa verdadeira guerra nuclear. Starchild que destrói os mísseis, mas como isso não acabou com o conflito, o que o fez desabilitar todas as armas de guerra ao redor do mundo, revelando-se e impondo o fim da luta.

Starchild chega a conclusão que o poder da Stigma era grande demais para qualquer pessoa e resolve convocar todos que possuem a marca, inclusive alguns que a receberam por acidente ou descuido e retira o poder de todos e absorvendo Ken e o Velho.

maxresdefault

Em 14 de dezembro 2006, para a comemoração dos 20 anos do lançamento do Novo Universo Marvel, foi lançado uma minissérie que dava uma nova visão para esse universo criado em 1986 e que inicialmente não tinha nenhuma ligação com o Universo Marvel conhecido.

Warrem Ellis, criador de NewUniversal analisava o Universo original não como seus oito títulos periódicos distintos e sim como uma grande minissérie, isso deu a ele a roupagem e a liberdade necessária para criar e expandir os arcos em torno dos quatro principais nomes do universo, StarBrand, Nigthmask, Spitfire/Cifra e Justice.

Esse novo Evento Branco é o maior e o mais recente dos quatro já registrados dentro do Universo Marvel, sendo os três primeiros reconhecidos como uma falha dos Eventos Brancos. O Projeto Spitfire acredita que o primeiro evento ocorreu em 1888, mas só criou um único super-humano, que mais tarde morreu na Primeira Guerra Mundial, nenhum outro detalhe sobre este evento foi revelado; o segundo teria ocorrido às 9:00 de 26 de abril de 1953 e foi chamado de Fireworks que criou três super-humanos conhecidos e aparentemente um deles possuía o poder de Nghtmask, foram mortos em 1959; o terceiro foi às 4:22 de 22 de julho de 1986 e apresenta os acontecimentos que conhecemos na primeira versão do Novo Universo Marvel dando origem à StarBrand, Nigthmask, Spitfire/Cifra, Justice, DP7 e Psi-Force; finalmente às 6:49 de 2 de março de 2006 surge evento que daria origem ao New Universal.

NewUniversal, foi um sucesso com os o suas edições se esgotando e sendo reimpressas junto com cada novo número, isso durou por seis edições sendo retomada em 2008 e acompanhada de dois números independentes explorando o passado de New UniversalNewUniversal, escrita por Warren Ellis e ilustrações de Salvador LarrocaNewUniversal: Shockfront, Também com textos de Warren Ellis e traços Steve Kurth e arte final de Andrew HennessyNewuniversal: Conqueror, escrita por Simon Spurrior com arte de Eric NguyenNew: Univwrsal 1959, escrita por Kieron Gillen e ilustrada por Greg Scott e Kody Chamberlain. As cores de todo esses projetos ficaram à cargo de Jason Keith.

Super-héros-568x371.jpg

O Evento Branco foi introduzido ao Universo Marvel que conhecemos, em Terra-616, como um elemento-chave da sua história no 5º volume de Vingadores. O Evento Branco desencadeia a criação de poderosos sistemas de defesa planetária, particularmente a ativação de uma Marca da estrela. Este Evento foi causado por um dano no superfluxo , fazendo com que Kevin Connor recebesse a Marca da Estrela, em vez de um candidato mais qualificado, a ativação completa de Nightmask criado por Ex Nihilo, que se referiu a este evento em particular como o último Evento Branco.

Durante uma estória sob o nome de Starblast havia uma pessoa nesse Novo Universo que tinha o poder da Marca da Estrela que Starchild não conhecia, ele passou para Quasar que o trouxe de volta a Terra-616The Stranger buscou o poder da Marca da Estrela e muitos heróis cósmicos lutaram para detê-lo. Kayla Ballantine e EreshKigal tiveram a marca em vários momentos dessa estória.

starbrand-and-nightmask-1.jpg

Essa nova visão do Universo Marvel se expandiu além dos horizontes imagináveis criando vertentes, planos, terras e arcos de estórias que deram ao Universo Marvel a forma que conhecemos hoje. Seus arcos se estenderam por outras terras e além da Terra-616 tivemos as Terra-15731 onde a StarBrand é uma variante de Ken Connel e está diretamente envolvido em uma estória de Exiles; Terra-886 onde a Marca da Estrela está com uma mulher que protege o seu mundo de poderosas forças do mal e é um “ídolo para bilhões”; na Terra-723 a Marca da Estrela desse universo usa a música para canalizar seus poderes e unir as pessoas de seu mundo; a Marca Estelar da Terra-541 deu a si próprio o domínio monárquico sobre o mundo e impôs a paz mundial; na Terra-555, Ken se vê descontrolado e destruindo tudo e todos a sua volta, mesmo resgatado do Nightmask acaba em estado catatônico pelos últimos acontecimentos.

Em 2009 o projeto foi dado como encerrado após a informação de que Warren Ellis teria perdido todos os arquivos originais que estavam em seu computador, mas as consequências para o Universo Marvel eram inevitáveis.

all-new-all-different-marvel-1

A quem diga que o Evento Branco poderia ter dado certo, ele de certa forma agradou a muita gente, mas talvez a guerra fria e seus acontecimentos abordados como pano de fundo tenha estagnado o desenvolvimento e a boa aceitação pública já que o mundo caminhava para uma tentativa de acabar com ela. A nova abordagem que deu uma nova roupagem, e de certa forma reescreveu os Eventos e até a própria linha temporal da Marvel que por sua vez teve uma aceitação muito melhor junto ao público, o que deixou a todos com uma sensação de perda irreparável quando foi divulgado que a série teria sido interrompida pela simples perda dos arquivos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s