Batman – Dead End


still_28

Toda vez que a gente sai do cinema logo após ver um filme inspirado em quadrinhos a grande maioria fica se perguntando: “O que esse pessoal está pensando“. Não me refiro ao fato de se ter que ficar engessado aos “velhos”, e bons, quadrinhos, pois dá pra experimentar coisas novas sem perder a maestria e as características originais dos personagens utilizados.

Vai completar no próximo dia 17 de julho, 15 anos desde que um pequeno filme fan made foi apresentado na Comic Con de  San Diego. Inicialmente prevista para uma única sessão com 250 pessoas a apresentação do curta de 8 min precisou ser transferida para um auditório com a capacidade para 5 mil pessoas enquanto filas quilométricas se formavam na porta do auditório e o burburinho entre os frequentadores se espalhava com uma única frase: “Você viu o filme do Batman Dead End?“.

image-w856

A produção tinha sido feita sem o consentimento da Warner por Sandy Collora, que apesar de desconhecido tinha uma grande experiência no ramo e um grande fã do universo dos quadrinhos. E o que todo mundo queria saber era: “quem é este cara, onde ele esteve todos estes anos?”

Sandy tinha trabalhado até aquele momento na Stan Winston Studio na concepção e desenvolvimento de storyboards, conceito de arte, maquetes e monstros de filmes como Robocop 2O Predador 2Jurassic ParkO Corvo, e até aquele momento em Homens de Preto Dogma. Em 1999, ele abriu a Montauk Films, responsável pelo festejado curta-metragem Solomon Bernstein’s Bathroom e também criadora de Archangel, uma obra com uma arte bastante pessoal que mistura imagens de anjos em becos sórdidos rodeados por uma atmosfera onírica.

batmandeadend2

Mas como um cara, rodeado de amigos e pouco orçamento consegue produzir uma coisas dessas que agrada tanto e a tantos? Será que o fato de ser fã interfere na escolha. Se quando você não está preocupado com os valores que o filme possivelmente podem ou devem arrecadar exerce alguma influência?

Está tudo bem se você acha que experiência no mercado pode influenciar, só não digam isso pro James Gunn que aquando foi chamado estava produzindo filmes pro seu canal no YouTube.

b1a58235478b01fb7450aa0a6e8d92da_original

Batman Dead End é um desses filmes que que faz ter esperanças numa possível reviravolta no Universo Cinematográfico da DC que, se não ficar brincando de festa da cadeira e pensando em números vai conseguir colher os resultados esperados que é uma sala de cinema cheia de gente revendo e se deliciando com os seus heróis pulando, dando socos ou tentando escapar de um estratagema causado por um arqui-inimigo, afinal estórias de heróis tratam disso, simplesmente disso.

Uma resposta para “Batman – Dead End

  1. Pingback: Heróis Fan Made | Nerdopolis·

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s