PERDIDOS NO ESPAÇO

 

lostinspace-netflix-3-07-13_11_16-Lost-in-Space-–-Verschollen-zwischen-fremden-Welten-_-Offizieller-Trailer-HD

“É uma reformulação muito inteligente e moderna de uma ótima história. Lost In Space é a família Robinson no espaço, então era uma história que existia antes do Lost In Space. A história fundamental é que é uma família perdida em uma situação difícil e que ameaça a vida e como ela os desafia e os aproxima. Isso é essencialmente o que a história disso é, é apenas o contexto é muito mais moderno. É uma tomada mais moderna na versão dos anos 60. Se você olha isso agora, é encantador, mas parece tão inocente. Considerando que esta é uma versão para o nosso tempo. Espero que ainda tenha humor e humanidade, mas obviamente tem que ser para uma audiência moderna.”

Toby Stephens

É com essa declaração do ator que representa o John Robinson que resolvi começar a falar e tem um motivo, comecei a ver o 1º episódio e quase desliguei a TV, mas resolvi dar um crédito e continuar. Não tenho nada contra adaptações e releituras de nenhum tipo de material ou produto, porem odeio o termo reboot, o primeiro exige um respeito as linhas originais e o segundo usa a estória como veículo condutor para um novo enredo e ambos ainda possuem aquele material original como base. O termo reboot me causa calafrios, pois tudo o que vi até agora me causa náuseas, usam o termo como motivo pra refazerem tudo do zero sem respeitar preceitos, configurações ou tramas que dão características ao material “rebootado“.

Sim, Perdidos no Espaço é,  foi lançado e produzido como um reboot.

Screen-Shot-2018-03-06-at-1.10.04-PM.png

Talvez e espero que seja ainda muito cedo para questionar ou reclamar sobre os elementos da série, pois alguma coisa ainda está lá. Ao contrário da série original onde a terra sofria os efeitos da superpopulação ou no filme que o inimigo era a poluição da terra, o que para um fã mais apaixonado pode ser aceitável se olhar como consequências de uma superpopulação. Nessa nova série o que deixa transparecer é o fato de um objeto celestial, aqui chamado de estrela mãe, se colidir com a terra tornando ela inabitável tornando a migração para um outro planeta uma necessidade.

lostinspacecomparison-blogroll-1520442894971_1280w

Os personagem estão lá e parecem ainda possuir fragmentos de suas características originais, porem o Dr. Smith, agora é representado por uma mulher que assume em meio ao caos a identidade do verdadeiro Smith, isso juntando ao fato de um robô estar destruindo a nave mãe que transporta todas as naves Júpiter e suas famílias, o que parece em muito com a mote que insere o robô na série original e no filme. Apesar de até agora ter sido apresentado como um robô alienígena ainda acredito que função era a de sabotagem da missão, isso só vamos saber quando a família Robinson encontrar a falsa doutora, é quando vamos entender o seu olhar quando viu o robô dentro da nave mãe. Perdoo a aparência do “Robby”, pois cada um deles têm aparência humanoide que o seu tempo exige.

Ainda existe a relação de amizade e companheirismo entre Robby e Will Robinson, parte fundamental em todas as versões produzidas até agora e espero a proximidade do “Dr. Smith” com o Will, usando a sua inocência e falta de compreensão para com os outros seja usada como foi feita também nas outras versões.

lostinspace-netflix-date-teaser

Os detalhes do enredo condutor de Perdidos no Espaço que levaram ao início da expedição não aparece de cara e é apresentado intercalado com as cenas principais, o que vai elucidando e contando a estória que os levaram até ali, como a dos outros personagens, o que dá uma certa leveza e tira a tensão dos acontecimentos.

Apesar de no piloto de 1965 não ter um Dr. Smith e um robô Robby, que parecia ser mais uma série com as características do seu produtor, Irwin Allen que fez Terra de Gigantes, Túnel do Tempo e Viagem ao Fundo do Mar, além dos filmes da época que tinham como premissa enredos aventurescos e sobrevivência em condições extremas, ambos acabaram se tornando parte fundamental para o desenrolar da série, apesar de inconscientemente terem levado para uma linha mais cômica a cada temporada.

lost-in-space-netflix-trailer-2.jpg

Nessa nova série ainda dá para perceber um pouco do que deveria ter sido a série original se pegarmos como referência esse piloto produzido e pouca gente teve acesso, os Robinsons estão em um planeta inóspito, mas habitável, os personagens se separam e passam por suas aventuras e dilemas pessoais sozinhos construindo assim seu caráter e características que os diferem ao mesmo tempo em que a força do termo família e fortalecido junto com os laços dos personagens. Consegui sentir isso sim no pano de fundo e no desenrolar da aventura, é claro que para os padrões de conhecimento científico de hoje e as necessidades do público que preferem aventuras mais densas e cheias de ação, as cenas são muito mais produzidas e os perigos bem maiores.

O cenário está fabuloso, a Netflix parece ter encontrado uma equipe de efeitos especiais e cenografias que deveriam ser emprestados para muitos filmes de super heróis que estão sendo produzidos por aí.

2018-family-crew

Perdidos no Espaço é uma série sobre família e amizade, seus desencontros, frustrações, brigas e reconciliações, é uma série para se rever os conceitos que nos une e nos faz suportar e ser suportados pelas diferenças pessoais e limitações, de estar sempre dispostos a receber e expandir os conceitos familiares para que quer que seja, estando dentro ou não do círculo consanguíneo, dando sempre o ar da dúvida em respeito ao princípio da união. Se essa nova série conseguir manter isso terá conquistado meu coração e respeito.

Apesar dos spoliers superficiais, o primeiro episódio da série tem muito mais que isso e vale à pena conferir. Vou seguir com a série e pretendo retornar aqui para fazer novas observações por ter mordido a minha língua.

Walber Pena

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s