Mundo Guerreiro Investiga: Santa Incoerência!

Como Liga da Justiça virou o filme de heróis de 2017 no Brasil? Muitos fãs/críticos devem ter feito essa emblemática pergunta ao se depararem com os números das bilheterias no Brasil. Como, num ano com coisas tão boas pra se ver, LJ pôde tomar a liderança e fechar na frente, mesmo com todos os seus furos, cgs toscos e piadolas sem timming?

dc

Scooby Doo e Salsicha

É…que mistério, Scooby.

Mas talvez não seja tão difícil assim entender. Poderíamos falar da falta de cultura cinematográfica do público médio, que leva sempre a se colocar em destaque coisas igualmente “incompreensíveis”, como algum filme explosivo do Michael Bay, mas deixemos isso pro final, já que é um gancho pra outra discussão. Fica como um plot Twist.. tá na moda.

Melhor começarmos tentando dar algum crédito a quem merece, e pra isso precisamos ir um pouco mais fundo, usando nossa super velocidade para voltarmos, pelo menos, quatro décadas no tempo.
Dizem que a Marvel saiu na frente, adaptando seus heróis para o cinema…bela mentira!

George Reeves

A DC saiu na frente na corrida pelos nossos coraçõezinhos em outras mídias muito antes, inclusive nas telonas. Pulemos, com todo o respeito a importância da animação do super da década de 40, o programa de rádio do morcego e a série estrelada por George Reeves, direto para os anos 60 e daí por diante. Lá, definitivamente, a DC plantou e regou a base para transformar seus heróis em algo além dos meros personagens de quadrinhos.

wonder-woman

Linda Carter

Eles entraram no imaginário popular através das cores vibrantes e mal reguladas das TVs. O seriado do homem morcego, com todas as suas extravagâncias, e Mulher-maravilha, conquistaram fãs naquela e nas gerações posteriores. Em paralelo, enquanto a Marvel tinha lá os seus saudosos desenhos desanimados, a DC passou a servir a garotada com as incríveis adaptações dos seus personagens em desenho. Superman, Aquaman, Família Marvel, Superboy. Batman e Robin. E o primeiro grande encontro fora do papel!

Superfriends-Justice-League-Hall-of-Justice

Super Amigos

Ano após ano, as reuniões na sala de justiça passaram a ser o ritual da hora do almoço de crianças que iam ou acabavam de voltar da escola.
Ver era pouco. O uso das marcas era feroz! Álbuns de figurinhas, lancheiras, roupas. Eles estavam em toda a parte. O golpe fulminante no coração deste dc’nauta que vos escreve foi a coleção de bonecos Superpowers! Ai, saudade!

4331517-justice-league-cartoon-jpg_0926151

Liga da Justiça sem Limites

Os tais encontros ao meio-dia seguiram firmes até bem pouco tempo, com a incomparável série Liga da Justiça sem Limites.
Nos cinemas a força da DC não era diferente. Ela nos fez acreditar que um homem podia voar e inspirar todas as produções cinematográficas do gênero que viessem depois, e nos deu uma versão gótica do cavaleiro das trevas, provando que os heróis também poderiam soar sombrios com sucesso.

Mas o que isso tudo tem a ver com o sucesso de um filme como LJ? Minha teoria, bastante parcial por sinal, é que (mordam-se, marvetes) a DC tem um lugar especial reservado no coração do público em geral. Não falo de nerds raíz, mas da turma que talvez nunca tenha lido uma HQ, mas que sonhou ser um super-herói quando criança. A verdade é que o grande meio de propagação desses personagens nunca foi o papel, e sim o audiovisual.

toppag378

Homem Aranha

E neste ponto a DC conseguiu se desgarrar da rival com facilidade, principalmente aqui no Brasil, onde a tv é essa grande babá. Ok, homem-aranha, coincidentemente dono de um desenho memorável e de uma trilha própria, é um ícone Marvel. X-MEN nos anos 90 também atingiu esse marco. Mas a tríade da DC ainda hoje possui uma força POP poderosíssima ao seu lado, a tal ponto que seria mais do que suficiente para impulsionar o grande público ao cinema, a princípio, só pelo apelo da marca, MESMO DIANTE DE CRÍTICAS DESTRUIDORAS.

Clark_Kent_004

Superman/Clark Kent

Meninos e meninas que mal aprenderam a falar seus próprios nomes já identificam os “ésses”, morcegos e “dáblios” por aí. E quando essa marca finalmente encontra o tipo de diversão que o brasileiro médio curte assistir, pronto! Temos um sucesso!

E aí caímos na questão que prometi voltar. Somos mesmo um público com pouca cultura de cinema? Ou será que o cinema está se tornando um parque de diversões perfeito para um gênero onde a falta de um roteiro muito profundo ou esperto pode ser substituído por ação, cores explosões e simples maniqueísmo, como num bom e velho desenho oitentista?

 

2 Respostas para “Mundo Guerreiro Investiga: Santa Incoerência!

  1. Só fizeram o filme da liga da justiça por que fizeram o filme vingadores essa é a verdade!!!! Se não existi-se vingadores não existiria liga da justiça…é apenas jogo de interesses e rivalidades entre a DC e Marvel…lucro isso é o que importa para eles… teve um boato que talvez seria uma trilogia de liga da justiça…mas eles mudaram de idéia e por enquanto fica só nesse mesmo e o resto seria aventuras solos de batman, mulher maravilha e superman…já a marvel por enquanto está em suas sequências de vingadores e demais herois…melhor do que nada, certo? todo mundo feliz é o que importa…valeu!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s