Nintendo Switch: O Rei dos Games voltou?

maxresdefault

O Nintendo Switch finalmente foi totalmente revelado! Conhecido anteriormente como Nintendo NX durante sua fase de desenvolvimento, O Nintendo Switch é um console de videogame híbrido desenvolvido pela Nintendo e o sétimo console doméstico da empresa. Apresentado oficialmente em outubro de 2016, está programado para ser lançado mundialmente em 3 de março de 2017.

A Nintendo viu 2014 como uma de suas maiores perdas financeiras em sua história recente, atribuída a fracas vendas de hardware contra jogos mobiles. Anteriormente, a empresa tinha sido hesitante sobre este mercado, com o então presidente Satoru Iwata considerando que eles “deixariam de ser a Nintendo” e de perderem a sua identidade se tentaram entrar de fato nesse Mercado. Cerca de três anos antes do anúncio do Switch, Iwata, Tatsumi Kimishima (então diretor), Genyo Takeda (time de tecnologia) e Shigeru Miyamoto (então executivo Sênior) elaboraram uma estratégia para revitalizar o modelo de negócios da Nintendo, entrando finalmente no Mercado móvel, criando novos hardwares e “maximizando sua propriedade intelectual”.

Antes de sua morte, Iwata conseguiu garantir uma aliança de negócios com o provedor japonês de dispositivos móveis DeNA para desenvolver títulos de celulares baseados nas franquias exclusivas da Nintendo, acreditando que essa abordagem não comprometeria sua integridade. Após a morte de Iwata em julho de 2015, Kimishima foi nomeado presidente da Nintendo, enquanto Miyamoto foi promovido a diretor criativo.

Kimishima afirmou que quando a Nintendo estava avaliando o novo hardware que queriam produzir, eles “não queriam apenas um sucessor” para a Nintendo 3DS ou Wii U, mas perguntaram “que tipo de nova experiência podemos criar?”. Em uma entrevista com o Asahi Shimbun, Kimishima afirmou que o Switch foi projetado para fornecer uma “nova maneira de jogar” e que “teria um impacto maior do que o Wii U”. O presidente da Nintendo of America, Reggie Fils-Aimé, enfatizou o apelo do console como um dispositivo que proporcionaria aos jogadores a opção de jogar em casa ou em viagens, e observou que isso permitiria aos desenvolvedores criar novos tipos de jogos. O nome “Switch” foi selecionado não apenas para se referir à habilidade do console de mudar do modo handheld (portátil) para o console doméstico, mas também apresentar “a idéia de ser um ‘switch’ que vai virar e mudar a forma como as pessoas experimentam o entretenimento no seu dia-a-dia”.

Vamos falar sobre a parte técnica dele: A unidade principal do Switch tem a mesma forma de um computador tablet, com dois controles destacáveis em ambos os lados, chamados de Joy-Con, que podem ser usados individualmente ou anexados a um punho para fornecer uma forma tradicional de gamepad. A unidade principal é conectada a uma tela de televisão através de uma estação de encaixe, a partir da qual pode ser removido e usado como um console portátil. Apesar dessa característica, a Nintendo comercializa o Switch principalmente como um console doméstico e não como um portátil. O Switch usa cartuchos ROM flash em vez de discos ópticos, semelhante à linha de hardware da Nintendo 3DS.

nintendoswitch_hardware2-0

Console

A unidade principal do console é o “Switch Console”, um monitor tipo tablet alimentado por bateria que inclui uma tela LCD, uma tomada de áudio de 3,5 mm e uma base de apoio. O console tem slots laterais, nos quais os controladores Joy-Con podem ser deslizados quando removidos da base. A unidade também inclui um slot para um cartão de jogo (mídia com base em cartucho) a ser instalado ou removido. A tela possui touchscreen.

O console pode ser colocado no Switch Dock, uma estação de acoplamento que se conecta a uma fonte de alimentação e à televisão quando precisa ser carregada ou para transferir a saída para uma televisão. A área de visualização diagonal é de 167 mm (6,2 pol.), Com a unidade medindo cerca de 184,1 mm × 106,4 mm (7,25 in × 4,19 pol) sem os controles Joy-Con conectados.

dock_575px

A Nintendo afirmou que o Switch é uma “experiência de tela única”, na medida em que o player verá o conteúdo no console quando estiver fora do dock ou na tela conectada ao dock quando o console estiver encaixado. O Switch não terá funcionalidade de tela dupla que tenha sido oferecida através do Wii U via seu GamePad.

joycon_575px

Controles

O Nintendo Switch vem com controles chamados coletivamente Joy-Con, especificamente o Joy-Con L e Joy-Con R. Cada Joy-Con inclui botões de ação front-facing, um joystick e dois botões de gatilho. Os controles podem ser conectados ao Switch Console, removido e usado separadamente em cada mão (similarmente a um Wii Remote e controle Nunchuck), anexado a um quadro chamado Joy-Con Grip para fornecer um fator em forma de gamepad ou usado como controles individuais para dois jogadores.

O Joy-Con R tem um leitor NFC, permitindo a funcionalidade com a linha Amiibo da Nintendo e um sensor infravermelho na sua base. O que mais me surpreendeu foi a capacidade do controle “ler” movimentos das mãos como por exemplo numa partidade de “Jokempô”. O Joy-Con L tem um botão dedicado para tirar screenshots, e mais tarde será capaz de gravar imagens da tela semelhante ao botão share do PS4. Ambos Joy-Con têm sensor giroscópico e sensíveis ao movimento dos controles.

screen-shot-2017-01-12-at-82322-pm-1484281421899_large

Eles também incluem o chamado “HD rumble” com recursos que podem fornecer feedback táctil para o jogador. Na demonstração de hoje de manhã, foi dito que esse recurso pode trazer a sensação de estar segurando um copo com um, dois ou mesmo três cubos de gelo, e ainda, a sensação do copo estar sendo preenchido com água!
O console suportará ainda o Controle Pro Switch sem fios, que tem um design mais tradicional que lembra o Wii Classic Controller Pro e o Controle Pro Wii U.

Bateria

Segundo a Nintendo, a bateria do Switch fora da base dura entre 2.5 a 6.5 horas, varia dependendo dos games jogados. Por exemplo, com “Legend of Zelda: Breath of the Wild” a bateria dura cerca de 3 horas. Algo prático é que o console pode ser recarregado com cabos USB Type-C ainda permitindo sua utilização ao mesmo tempo.

nintendoswitch_tlozbreathofthewild_boxart_smallbundle-0

Jogos

Como esperado, “Legend of Zelda: Breath of the Wild” será título de lançamento e com certeza um jogos dos mais aguardados. Tudo o que vimos do gameplay do mesmo nos mostra um novo clássico. Ele chega junto com o videogame, no dia 3 de março – mesma data, aliás, em que a versão para Wii U também vai sair. Por sua vez, Mario estrela o surpeendente “Super Mario Odyssey”, planejado para sair no final de 2017, perto do Natal.

Também foram confirmados os jogos “Arms” que explora as novas habilidades dos controles, “Xenoblade Chronicles 2”, “Octapath Traveler” (um novo jogo da Square Enix), “Mario Kart 8 Deluxe”, um port aprimorado do já excelente jogo do Wii U. Dragon Quest X e XI também são esperados.

O Nintendo Switch também deverá funcionar como console virtual, sendo possível jogar vários jogos do NES e do SNES, a serem disponíveis através do sistema de assinatura online que será gratuíto em seu início, passando a ser pago mais ou menos em Setembro desse ano.

Comprar ou Esperar? A Nintendo está realmente de volta ao topo?

Para os brasileiros é uma questão um pouco óbvia. Sem previsão alguma de lançamento no mercado nacional, ao menos ficamos sabendo que tanto o console quanto os jogos não são regionalmente travados. Para os que moram fora do país ou vão viajar para os países onde o console será lançado em Março, minha opinião é direta: Tudo o que vi na apresentação oficial da Nintendo me convenceu de que o Rei dos games está de volta! Seja nas promessas de uma nova forma de se jogar, de se divertir com os amigos não só dentro de casa, como também na volta das franquias que tanto aprendemos a amar no passado e que tanto marcaram a infância de pessoas como eu e meus amigos.

Em um mercado onde as duas maiores empresas de consoles domésticos brigam para mostrar quem faz os jogos com melhores gráficos, finalmente parece que temos algo realmente novo. A Nintendo quer nos lembrar que o mais importante é a diversão e que ela está de volta para conquistar seu lugar de direito no mercado dos games. Simplesmente mal posso esperar para por minhas mãos no Nintendo Switch e convidar meus amigos para se divertirem comigo!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s